Click na Viagem

Primeira viagem? Saiba por onde começar e o que você pode fazer para economizar!

Está pensando em fazer sua primeira viagem por conta própria, mas não sabe por onde começar? Deixo aqui as 10 principais perguntas que um viajante vai se deparar ao organizar sua primeira viagem, e as respostas que encontrei na prática. Espero que curtam!

1.Quanto gastar?

Estabelecer valores para as principais despesas é uma estratégia que uso para não perder o controle e exceder o orçamento. Isso pode ser feito com base em pesquisa, pois hoje muitos blogueiros disponibilizam estas informações na web, ou até mesmo conversando com um amigo que tem mais experiência viajando. Não considero uma boa alternativa comprar tudo parcelado no cartão de crédito, mas sim se organizar de acordo com a sua disponibilidade financeira atual. E se você tem pouca grana para investir na sua trip, não desista! Considerar as opções abaixo pode ser a solução:

  • Acumular milhas trocando pontos do cartão de crédito e operadoras de celular ou fazendo avaliações em sites de viagem.
  • Realizar trabalhos voluntários por acomodação, refeições e passeios.
  • Participar de promoções que circulam nas redes sociais.

2.Para onde ir?

A escolha do destino está totalmente conectada a pergunta anterior e por experiência recomendo relacionar algumas opções, quando estiver começando sua pesquisa, e então escolher a mais adequada à sua realidade financeira. Ir para um lugar onde você possa fazer o que você gosta também é muito importante, pois é o que faz a viagem valer a pena.

3.Quando ir?

Para aproveitar bem sua viagem, é importante pesquisar sobre a melhor época para conhecer o destino, especialmente se você tiver pouco tempo. Também tente fugir daqueles períodos em que a maioria das pessoas está em viagem de férias, pois além de se tornar mais caro, os lugares estão superlotados. Há destinos em que você pode conhecer o ano todo, nesse caso opte pela baixa temporada, e a economia e diversão estarão garantidas!

4.Quais são as exigências para entrada em outro país?

Quando viajo para o exterior costumo procurar estas informações no site do consulado do país de destino, pois há uma área com orientações para o visitante e lá estão relacionadas as exigências para entrada e informações quanto ao período de permanência no país. Caso o mesmo exija uma vacina específica você precisa ter em mãos o certificado internacional de vacinação, que em algumas cidades pode ser obtido nos aeroportos. Também é possível verificar as vacinas exigidas ou recomendadas em cada país acessando Anvisa Viajante.

5.Dinheiro em espécie ou cartão?

Isso depende do tempo que vai estar em viagem. Se for para o exterior para ficar mais de um mês recomendo o cartão pré-pago que você encontra em casas de câmbio e bancos. O custo para compra de moeda é mais alto, porém é mais seguro. Para viagens de curta duração você pode levar dinheiro em espécie e guardar em local seguro. A maioria dos estabelecimentos que oferecem hospedagem possui cofre para guarda de pertences mais importantes.

6.Como pesquisar e comprar passagens aéreas?

Pesquise as passagens nos buscadores disponíveis na web, mas compre no site da companhia aérea, pois nesse caso você não paga a taxa de serviço do buscador. Nas viagens em que o destino é o exterior, sugiro pesquisar também os trechos separados (nacional/internacional), observando se é viável comprar dessa forma, de acordo com as novas regras de bagagem nacional. Se você mora no interior do Brasil, por exemplo, na maioria das vezes compensa. Comprar com muita antecedência também não é a melhor alternativa, porém em alguns dias da semana sim. Acompanhando as promoções das companhias aéreas no site e redes sociais você também pode conseguir uma tarifa melhor.

7.Como reduzir despesas durante a viagem?

Antes de ir e até mesmo antes de decidir para onde vai, pesquise! Sua localização no destino pode ser uma vilã, pois algumas vezes você paga menos para ficar em determinado lugar e mais tarde gastar muito com deslocamento. Especialmente em viagens curtas, escolha se hospedar em locais mais próximos de pontos turísticos e de estabelecimentos mais importantes, para que você possa fazer algumas coisas a pé. Os aplicativos de mapas são um grande aliado nessas situações. Atualmente existem vários apps que podem ser utilizados, inclusive offline. Eles também são úteis para checar linhas do transporte público local e até mesmo verificar o valor médio de meios alternativos para se locomover. Fazer suas próprias refeições também é uma boa. Comer fora de vez em quando é interessante, até para conhecer os pratos típicos, mas se for passar mais tempo, opte por ficar hospedado em um local que ofereça pelo menos uma cozinha compartilhada.

8.Adquirir um plano de telefonia móvel no exterior é viável?

Se o seu objetivo é apenas utilizar a internet para se comunicar com parentes e amigos, tente fazer um teste na primeira semana, sem contratar, pois muitos lugares no mundo oferecem internet gratuita nos principais pontos turísticos, praças públicas e estações de ônibus/metrô. Passei meses fora do Brasil sem gastar um tostão com plano de telefonia, apenas utilizando estas redes públicas e dos locais onde estive hospedada. Utilizar roaming em viagens internacionais não é uma boa ideia.

9.É preciso contratar um seguro viagem?

Se for para o exterior é sempre recomendado. Você nunca sabe o que pode acontecer, e estando longe de casa e em outro país é complicado ficar sem assistência ou ter que pagar valores absurdos por algum serviço de saúde. Também é necessário checar se o país de destino não está exigindo o seguro viagem na entrada.

10.O que levar? É necessário embalar a mala?

Mala pesada não é legal né?! Então leve o básico, de acordo com o clima no destino, e lembre-se de colocar na mala alguns remédios para uma emergência, como pastilhas para dor de garganta, comprimidos para dor de cabeça, etc. Já viajei para um destino no exterior em que a farmácia mais próxima ficava a 40 km do local onde eu estava hospedada, então é bom pensar nisso. Embale sua mala em viagens mais longas e com conexões, mas se quiser economizar, não faça isso no aeroporto, compre filme PVC para fazer você mesmo. Quando fiz isso da última vez gastei menos de 10% do valor que pagaria para embalar no aeroporto.

Veja também este artigo que escrevi para a Worldpackers Viajando sozinha aos 37.

Ficou com alguma dúvida ou gostaria de dar uma sugestão? Deixe seu comentário! 😉

Siga Aline Antunes e Click na Viagem no Instagram e acompanhe tudo em tempo real!

Precisando de ajuda para fazer sua mala? Conheça nosso Checklist Organização de Mala, disponível para download gratuito, e o nosso serviço de Organização de Mala Online.

3 comentários sobre “Primeira viagem? Saiba por onde começar e o que você pode fazer para economizar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *