Ilha de Malta e suas belezas naturais

Águas cristalinas, cavernas, falésias, praias de areia ou rocha, baías e piscinas naturais, assim é o arquipélago de ilhas maltesas! Sem dúvida é um destino completo para quem gosta de apreciar as belezas que a natureza oferece! Neste post quero levar você a cada um dos lugares que conheci na Ilha de Malta, Gozo e Comino, destacando suas principais características e compartilhando dicas.

Um dos locais mais visitados durante viagem para a Ilha de Malta é Blue Lagoon em Comino
Vista de Blue Lagoon na Ilha de Comino

Comino

A menor ilha habitada do arquipélago maltês presenteia seus visitantes com uma beleza fascinante.

Estive em Comino em duas oportunidades. A primeira delas foi no mês de maio, quando a água ainda estava muito fria e consequentemente o número de turistas baixo. No mês de julho – alta temporada – visitei a ilha pela segunda vez e tive a chance de explorar melhor o local, especialmente fazendo mergulho livre, já que a temperatura nessa época é mais alta.

A principal atração de Comino é uma belíssima piscina natural de águas transparentes chamada Blue Lagoon, onde no verão centenas de pessoas buscam um “lugar ao sol” para passar algumas horas do dia. Entretanto a pequena ilha oferece outros atrativos que podem ser acessados em poucos minutos de caminhada, como Santa Marija Bay e Crystal Lagoon.

Os barcos que fazem o transporte até a Ilha de Comino saem de Cirkewwa e o valor do ticket é de €13.00 ida e volta com a Comino Ferries.

Gozo

Conhecida por suas belezas naturais, a Ilha de Gozo é um dos pontos turísticos mais visitados do arquipélago, considerando que também foi palco de filmagens da série Game of Thrones.

A região costeira onde ficava a Azure Window – grande formação rochosa em forma de arco que desabou em março de 2017 após forte tempestade – foi o local escolhido para as gravações de uma cena do primeiro episódio da série.

Todos os lugares que visitei em Gozo podem ser facilmente acessados utilizando o transporte público e a empresa é a mesma que opera em Malta. Nesse caso, se já tiver adquirido um cartão ou tenha tickets válidos, poderá aproveitá-los.

Dentre os locais que conheci na ilha estão Xlendi Bay, Marsalforn Bay, Ramla Bay e Dwejra Bay.

O ferry boat de Malta para Gozo sai de Cirkewwa e o valor é de €4.65 ida e volta com a empresa Gozo Channel.

Anchor Bay

Uma bela baía mapeada como ponto de mergulho e um dos locais indicados na Ilha de Malta para apreciar o pôr do sol.

Além disso, é nesse local que foi construída a famosa Popeye Village, que serviu de cenário para o musical “Popeye” em 1980, produzido pela Paramount Pictures e Walt Disney Productions, tornando-se um dos principais pontos turísticos no país.

O atrativo recebe visitantes diariamente, especialmente na alta temporada, e também oferece estrutura para realização de eventos corporativos e casamentos. Todas as informações estão disponíveis no site.

Armier Bay

Nessa baía encontram-se Little Armier Beach, Armier Bay Beach e Coral Lagoon.

A costa oferece paisagens encantadoras e em menos de 40 minutos de caminhada pude conhecer boa parte dela. Visitei o local no mês de julho e as duas praias estavam lotadas. Apesar disso, há piscinas naturais quase desertas para nadar e fazer mergulho livre no sentido de Coral Lagoon, onde é possível aproveitar o dia com mais tranquilidade.

Nas praias há boa estrutura, com restaurantes e bares, bem como aluguel de cadeira de praia e guarda-sol. Para os mais aventureiros, também há caiaques ou pranchas de standup paddle para aluguel. Assim é possível conhecer o interior de Coral Lagoon, já que a bela caverna inundada só pode ser acessada dessa forma.

Blue Grotto e região dos Templos de Ħaġar Qim

Estes locais podem ser visitados no mesmo dia, pois estão a cerca de 1,5 km de distância um do outro e o percurso pode ser feito a pé.

O melhor horário para visitar Blue Grotto é na parte da manhã e para chegar lá é preciso tomar um barco. O passeio tem duração média de 20 minutos e custa €8.00.

Já para conhecer a costa nas poximidades dos templos, além de percorrer a distância informada anteriormente, é necessário atravessar o complexo megalítico de quase 6 mil anos.

Só há cobrança de ingresso se for acessada a área coberta e cercada dos templos, caso contrário basta seguir a trilha que vai até a costa e contemplar as belas paisagens naturais.

Dingli Cliffs

Para os apaixonados por montanhas e penhascos como eu, esse é um dos lugares mais especiais de Malta.

Lá encontra-se o ponto mais alto das ilhas maltesas, com cerca de 253 metros acima do nível do mar, e o melhor do arquipélago para assistir ao pôr do sol.

A caminhada pela costa é um convite para a contemplação da vista panorâmica e das imensas falésias banhadas pelo Mar Mediterrâneo. A sensação de estar nesse lugar é simplesmente indescritível.

Confira também: Explorando Malta em três meses.

Golden Bay, Għajn Tuffieħa Bay e Ġnejna Bay

Situadas na cidade de Mġarr, as praias dessa região são de areia e não rochosas como grande parte das praias de Malta.

Na alta temporada elas são muito procuradas pelos turistas por esse motivo e também por oferecer uma boa estrutura com bares e restaurantes.

Andando pela costa é possível deslocar-se entre uma praia e outra, bem como apreciar as belas paisagens naturais dos pontos mais altos.

Fomm ir-Riħ Bay

Praia selvagem e considerada uma das mais belas de Malta, que pode ser acessada somente por trilha partindo de Ġnejna Bay.

O lugar é muito procurado para a prática de mergulho com cilindro ou livre e a paisagem que cerca a baía é realmente surpreendente.

Paradise Bay

Uma praia pequena e de fácil acesso, muito procurada por turistas.

Ela fica nas proximidades do ferry de Cirkewwa e uma linha de ônibus do transporte público opera de hora em hora no local, parando no início da trilha que leva até a praia.

A baía também pode ser acessada a pé num percurso de aproximadamente 1 km, partindo da via principal que leva ao ferry.

A estrutura no local é boa, mas na alta temporada fica superlotado.

St. Paul’s Bay, Mistra Bay e St. Paul’s Island

Nessa região fiz uma das caminhadas mais incríveis da Ilha de Malta. O percurso foi de aproximadamente 6 quilômetros em direção a Mellieħa Bay e a beleza da costa é impressionante.

Nas proximidades de St. Paul’s Island fiz alguns dos registros mais lindos dessa viagem. Segundo o capítulo 28 do Livro de Atos dos Apóstolos o Apóstolo Paulo naufragou na Ilha de Malta nesta baía que recebeu esse nome em sua homenagem.

Mistra já é uma baía quase deserta, a não ser pelos viajantes de motor home que estacionam lá para aproveitar a tranquilidade e a beleza do local.

St. Peter’s Pool

Uma grande piscina natural localizada em Marsaxlokk, bastante procurada por turistas e locais que gostam de saltar de penhascos.

Para chegar até o local são em média 30 minutos de caminhada por uma trilha, no caso de utilizar o transporte público. Estive lá em três oportunidades, pois o lugar é muito bonito e ótimo para prática de mergulho livre, natação ou simplesmente para assistir ao show de saltos, especialmente do Pelé, um morador de Malta que gosta de mostrar sua experiência no assunto.

Para quem busca mais tranquilidade, continuando a caminhada pela costa é possível encontrar pequenas piscinas naturais e uma praia quase deserta. A região não oferece boa estrutura, com bares e restaurantes, por isso é recomendável levar seu próprio lanche, assim como usar um calçado confortável para caminhada.

St. Thomas Bay

A extensa baía localizada em Marsaskala atrai nativos e turistas que a procuram para passar o dia com a família em suas tendas com churrasqueiras ou para um feriado prolongado em seus trailers.

Para quem gosta de trilhas, pesca, mergulho livre e natação, também é um bom lugar.

Na alta temporada, a maioria das pessoas se reúne próximo a restaurantes e casas de moradores, e esta região fica superlotada, mas andando um pouco pela costa é possível encontrar pontos quase desertos e com paisagens encantadoras.

Aqui você encontra mais informações sobre: transporte público em Malta e Gozo e sobre as praias.

Confira a “Série especial Ilha de Malta” no Instagram, que traz registros de cada um dos locais visitados.

Ficou com alguma dúvida ou gostaria de dar uma sugestão? Deixe seu comentário! 😉

Siga Aline Antunes e Click na Viagem no Instagram e acompanhe tudo em tempo real!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *