Click na Viagem

Etna: um misto de emoções

O Monte Etna é um dos vulcões mais altos do mundo, com cerca de 3300 metros, e está entre os mais ativos da Europa, sendo que a última erupção ocorreu em fevereiro de 2017. Está localizado entre as cidades de Catânia e Messina, na Ilha da Sicília, sul da Itália, e pode ser avistado de várias cidades da região.

Visitei o Etna pouco tempo depois de cessada a última erupção e pude ter acesso a lava mais recente, bem como percorrer os locais atingidos em eventos anteriores. A erupção deste ano não oferecia risco aos moradores, porém um grupo de pessoas que estava no local durante uma das explosões acabou se ferindo.

É difícil explicar como é estar perto desse gigante! Ficava arrepiada enquanto me aproximava do vulcão e depois de percorrer as trilhas e pegar o caminho de volta fiquei com a sensação de que faltou algo, pois queria chegar mais perto, mas naquele momento não era possível devido as recentes explosões.

Estrada até o Vulcão Etna na Sicília, Itália

Ponto da estrada onde já é possível avistar o Etna

Para ir até o vulcão contei com o conhecimento da empresa Etna Experience, que possui guias especializados e oferece todos os equipamentos de segurança necessários durante o trekking, caso o visitante não tenha.

Partimos do centro de Catânia por volta de 9:15hs e uma hora depois fizemos a primeira parada para contato com a lava do vulcão. Durante o trajeto o guia falou sobre as características do Etna, como é a relação dos moradores desta região com o vulcão e o histórico de erupções.

Lava do Monte Etna na Ilha da Sicília na Itália

Parada para contato com a lava do Vulcão Etna

Caminhamos por mais de duas horas no local, entramos em cavernas, conhecemos a vegetação que cerca o Etna, fomos até algumas crateras e aprendemos sobre a importância e o poder do vulcão.

Cavernas do vulcão Etna na Itália

Uma das cavernas do Etna

Vegetação no Monte Etna, Ilha da Sicília

Belo registro da vegetação que cresce aos pés do Etna

Monte Etna na Itália

Trilha que leva ao Monte Etna

Erupções do vulcão Etna

Rumo a um dos pontos onde ocorreram erupções no passado

Lava do Etna na Ilha da Sicília

Vale repleto de lava do Vulcão Etna

O Etna está constantemente liberando gás das crateras situadas no topo, e olhando de longe parece ser uma fumaça branca. Quando o vulcão começa a liberar fumaça escura, significa que estão ocorrendo explosões internamente e que o mesmo poderá entrar em erupção. Um dos momentos mais emocionantes do tour foi quando isso ocorreu, o vulcão liberou fumaça mais escura quando estávamos no carro, em direção ao vulcão, e o guia disse que havia ocorrido uma explosão.

Vulcão Etna no sul da Itália

Bela vista do Monte Etna

O vulcão não oferece grande risco a população local, pois quando as erupções ocorrem a velocidade que a lava percorre por dia é em média de 15km e o que se sabe é que a maioria das mortes que ocorreram até hoje foi pelo fato das pessoas se recusarem a deixar suas casas, na tentativa de salvar seus pertences. As erupções do Etna são frequentes, em média de dois em dois anos, e dos últimos anos a maior ocorreu em 1992.

Já o solo da base do Etna é muito fértil para o cultivo de vários produtos, entre eles oliva e uva, o que, juntamente com o turismo, gera renda e emprego para a população local.

A experiência no Etna foi realmente incrível e o que ficou foi a vontade de voltar em outra oportunidade para ir até o topo ou quem sabe esquiar diante da paisagem única que a região oferece.

Leia também o artigo Visitando a Ilha da Sicília, que traz todas as informações sobre a viagem até a ilha.

Ficou com alguma dúvida ou gostaria de dar uma sugestão? Deixe seu comentário! 😉

Siga Aline Antunes e Click na Viagem no Instagram e acompanhe tudo em tempo real!

Precisando de ajuda para fazer sua mala? Conheça nosso Checklist Organização de Mala, disponível para download gratuito, e o nosso serviço de Organização de Mala Online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *